. RASCUNHOS: prévios - Não há quem vos MORDA!


Mordam-se estúpidos, não mordam nos tímidos que eles definham Mordam-se cegas bestas, não mordam naquele que vos ensina que vos limpa Mordam-se tétricos mascarados, mordam-se que existe quem morra por ter que morder Mordam-se cobardes que os valentes precisam de puxar a rede da comida Mordam-se parasitas que exista quem veja o bugio Mordam-se babosos, mordam-se enquanto houver palavra sentida Mordam-se e partam esses dentes podres, não firam o que quer compreender Mordam-se seus maus, mordam-se e aprendam que dói Mordam na terra engulam vossa própria saliva e esterco não a pespeguem Aprendam na mordedura que foram infectados pela saliva do contaminado Ajudem-se desgraçados que não há quem vos valha quem vos morda Da vossa dentada que não ficou saciada Ide de castigo para o postigo para o raio que vos parta que vos cure Mordei no que vos mordeu e tereis a ajuda Reparai que não sois só irracional sois tão português como eu

Comentários