. RASCUNHOS: saídos do forno - HOMEM




garatuja, gatafunho arabesco esmiuçado. Não percebes e não percebes. És parvo e tens a mania que sabes, pavoneias-te feito galináceo como se sendo galináceo fosse analogia para te sentires melhor mesmo sendo desprende-te da irresponsabilidade de não ser, o que és? não sabes e olhas para as estrelas e ficas quieto e quase que te fundes e acalmas e pensas no que há de ser. Olha para o lado e pega na areia escorre-a e sente o molhado cintilante da praia à noite. Pegas na funda e acertas em ti mesmo, acalma-te às pressas e julgas que chegas mais longe com isso? Morres de ataques ataques mil desse estar para a frente que não chega. Lá estás a pensar no futuro ou investimento que dizes intrínseco à espécie e à evolução. Repara que para viajares alicercas-te no trilho vincado do carril de comboio que faz ritmo de coração, compassado amigo, compassado para a frente.

Comentários

  1. pintar é sempre sem pressas mesmo quando o tacto tem o sentido que nós lhe queremos dar.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário