09 setembro 2006

. ARTIGOS: O GIROSCÓPIO - em construção

"O giroscópio consiste essencialmente em uma roda livre, ou varias rodas, para girar em qualquer direção e com uma propriedade: opõe-se a qualquer tentativa de mudar sua direção original" - Wikipedia - Giroscópio
Se tudo o que rodeia tem o seu espreitar à tragédia e se se quisesse estilizá-la para que não fosse sentida, morrer-se-ia de desalento e impotência perante a elevada comparticipação humana no seu inflacionamento.
Surge a ordem e compactua-se com a tragédia mantendo intacto um mundo construido em pilares que a um grau ínfimo de subjectividade são oscilantes e instáveis.
Quando a tragédia nos acossa quer-se ser maquienador interveniente, agente criativo participante, dono e malabarista dessa tragédia que se quer fantoche.
Na dúvida persistente se exista ou não, ou na probabilidade subordinante de que não exista algo absurdo que refute a permissa que nos distingue de frágeis.
Que consciência é essa de se saber que somos caducos, indivíduo a indivíduo, pessoas a pessoa que morrerá num leito que à velocidade rasteira do tempo que não se agarra e se esvanece como se tudo se resumisse à consciência prévia da morte.
Traduzida a existência dum ciclo que se grava na duração de vida do ser humano, conceituada por tempo, dissecada e repartida em bocadinhos, se nem o segundo, o minuto, a hora o dia conseguem travar a parábola do princípio ao fim da existência.
Entretanto nessa quimera trágica de tradutor, o homem cresce e deixa de sentir tão pequenino como antes de pôr um pé à frente da procura.
Os laços humanos fortificam, tonificam, como provavelmente foram sendo construídos nos tempos de hominização em que a sobrevivência garantida só teria forma se fosse colectiva, apoiada numa estrutura social que qual um escudo como se fosse uma espécie de esponja com alvéolos hominídeos que enfrentavam as hordes das crassas intempéries desses tempos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

STAT COUNTER


Visitas